terça-feira, junho 17, 2008

RETRATOS


Em meio de tantas ilusões,

surgem retratos empoeirados

pelo tempo apressado.


Renascem nessa solidão,

esperanças vazias e até tardias,

numa noite nublada.


Busco restos de afetos, carinhos,

nesse pequeno baú de papéis do passado,

resta pouco tempo para mim.


Mas nesse pequeno espaço,

fui feliz, momentos,delírios,sonhos boêmios,

insanos pensamentos, que estavam dormentes.


E com a realidade,momentos de desafio,

deixo-me levar pela doce lembrança,

das tantas conquistas e tantos amores.


Correndo sempre,esquecendo de mim,

nesse desengano,acomodei-me

menti para mim,moldada para o nada.


Solidão acompanhada,vida vazia,

sonhos desfeitos e expressões alegres,

num rosto triste de sorriso alegre.


Vida dupla,
Ironia
--apenas velhos retratos!

Sandra Almeida

Um comentário:

Taninha Nascimento disse...

Oi, Sandra!

"... sonhos desfeitos e expressões alegres,
num rosto triste de sorriso alegre.
Vida dupla,
Ironia
--apenas velhos retratos!"

Você retratou em seus versos o sorriso de quase 100% da humanidade. Senão em todos os momentos - em muitos...

Beijos!!

Taninha